07.08.2017
• postado em #seratuante

Uma das técnicas de estudo mais corriqueiras de alunos e concurseiros é o resumo. Mas você sabe como fazer um da melhor forma para estudar? O primeiro passo é ter a consciência que tudo precisa ser escrito de forma sintética com suas próprias palavras, afinal, ele não pode ser apenas uma repetição de parte do material que está sendo lido.

 

Como fazer um bom resumo


O resumo é uma técnica textural ideal para a otimização de estudos e pesquisas, mas deve estar aliado a uma técnica conhecida como fichamento: a capacidade de compilar tópicos esquemáticos e conceituais de um texto.


Agora que você conhece como a técnica funciona, que tal aprender o passo a passo para um resumo de sucesso?


1 - Leia o texto quantas vezes forem necessárias, afinal, para fazer um bom resumo, você precisa ter entendido tudo direito. Mas você pode não ficar somente na leitura e fazer alguns exercícios também antes de partir para a parte escrita;


2 - Identifique os pontos fundamentais do texto e os conceitos mais importantes. Encontrar as palavras-chaves sobre o assunto também te ajudará a organizar as ideias principais do assunto, além de grifar itens e frases essenciais para a compreensão do conteúdo. Mas fique atento também à interpretação de texto, pois grifar o texto inteiro não vai te ajudar;


3 - Organize as ideias principais que você compreendeu sobre o assunto. Palavras-chaves, fórmulas, nomes e datas importantes. Feito isso, responda a duas perguntas: a) O que está sendo dito no texto? b) Como eu explicaria este assunto para alguém? Se preciso, faça esquemas que ajudarão você a explicar o que foi estudado;

4 - Mãos à obra! Agora que você já leu e releu o texto, identificou as ideias principais e já sabe como explicaria o conteúdo para alguém, é só colocar as ideias no papel. Comece pelo assunto básico e depois passe para os assuntos mais específicos dentro da matéria, lembrando sempre de usar as suas próprias palavras.

 

Uma outra forma que te ajudará a organizar as ideias e facilitar o seu estudo é criando um pequeno questionário básico sobre o conteúdo, com perguntas que explicam os "porquês" de um fato.


*Com informações do Guia do Estudante e Uol Vestibular

 

0 comentários

01.08.2017
• postado em #seratuante

Os filmes e seriados sempre serão uma metodologia eficiente para aprender conceitos nas mais diversas disciplinas. Quem adora biologia ou tem certa dificuldade com a matéria, já pode adicionar a nossa listinha nos favoritos e estudar acompanhado de pipoca com manteiga.

 

Aperte o play e estude biologia

 

Agora, atenção! Quando o assunto é ciências, é preciso estar atento a possíveis não-verdades científicas, pois sabemos que os filmes utilizam uma série de recursos em seus roteiros para deixá-los mais atrativos. Por isso, é essencial estar com o senso crítico afiado e sempre que tiver dúvidas, consultar seu professor e promover um debate saudável sobre o tema.


1 - Gattaca: A experiência genética


Gattaca se passa em um futuro não muito distante em que a sociedade é formada por indivíduos gerados através de manipulação genética. O personagem principal, Vincent Freeman, é um primogênito que nasceu da forma tradicional e enfrenta uma série de barreiras para mostrar que é tão capaz quanto os "válidos", pessoas com genes estrategicamente escolhidos.


A começar pelo título do filme, formado pelas letras que representam as bases do DNA, o longa é uma ficção científica que discute a ética e os problemas relacionados à manipulação do DNA. Hoje já é possível manipular embriões geneticamente para livrá-los de genes deletérios que podem levar a sérias doenças, como no filme. É também uma forma de estudar sobre diversos conceitos de genética.


2 - Uma verdade inconveniente


Al Gore, ex-vice-presidente dos Estados Unidos, aborda problemas ambientais atuais e a influência do homem neles. De uma forma bem chocante, o filme mostra como nós contribuímos para o aumento da temperatura na Terra e quais são as consequências para o planeta.


Assistir a "Uma verdade inconveniente" nos ajuda a compreender toda a problemática do aquecimento global e é uma excelente forma de discutir sustentabilidade e como enfrentar as principais causas do aumento da temperatura terrestre.


3 - Osmose Jones


Quem quer saber como o nosso sistema imunológico funciona, precisa assistir a esse filme. "Osmose Jones" é uma verdadeira viagem ao interior do corpo de Frank, após contrair um simples resfriado. Os glóbulos brancos trabalham como policiais que são responsáveis pela segurança da cidade e têm como líder o linfócito Osmose Jones. Jones começa uma luta contra o vírus que entrou no corpo de Frank disfarçado de resfriado, mas que pretende matar Frank em 48h e ficar conhecido pela medicina como uma nova e terrível doença.


De forma bastante divertida, "Osmose Jones" mostra como o funciona o interior do nosso corpo de uma forma simplificada, sendo possível observar os papéis desempenhados pelos sistemas digestório, imunológico e nervoso. Outros temas abordados são higiene e hábitos alimentares adequados.

 

4 - A ilha


A ilha se passa em um futuro onde a clonagem humana é possível e permitida. Assim, as pessoas encomendam clones de si mesmas para que, caso um dia precisem de um transplante, possam retirar de seus clones, que vivem em um local isolado e altamente vigiado. Eles vivem acreditando que a Terra foi contaminada e que precisam viver neste local, até serem sorteados para morar em uma ilha que não foi contaminada, mas na verdade são os seus "donos" precisando de algum transplante. A clonagem humana é o grande questionamento levantado pelo filme, se seria uma prática moralmente aceitável e quais as questões éticas que estão em jogo.

 

5 - A ilha das flores


Este curta metragem brasileiro narra o percurso de um tomate estragado desde a sua compra em um supermercado até o seu destino final: um lixão. Aqui, os restos orgânicos servem de comida para um criador de porcos e após a alimentação dos animais, o proprietário libera a entrada de pessoas pobres para procurar por estes restos de comida.


A sustentabilidade e questões socioambientais são o que norteiam o filme, mas também deixa evidente a crítica ao consumismo e a geração de desigualdades sociais na sociedade moderna.

 

6 - Microcosmos: Fantástica aventura da natureza


Após 15 anos de filmagens, "Microcosmos" mostra a vida de insetos utilizando closes e câmera lenta. As imagens aumentaram centenas e até milhares de vezes o tamanho dos insetos, revelando até mesmo sons antes inaudíveis.


Este filme é indicado a quem gosta de estudar o comportamento dos insetos e ressalta a biodiversidade do nosso planeta.

 

7 - O desafio de Darwin


A biografia do cientista Charles Darwin aborda os grandes dilemas que ele vivenciou para publicar suas teorias. Apesar da sua grandiosa obra, ele temia que a publicação gerasse conflitos com a Igreja Católica. Somente após uma carta de Alfred Wallace, que possuía ideias semelhantes, resolveu seguir adiante com a divulgação de seus estudos.


Este filme é uma excelente oportunidade para descobrir como um cientista trabalha, além de explicar toda a Teoria da Evolução defendida por Charles Darwin.

 

* Com informações do blog Ponto Biologia.

0 comentários

17.07.2017
• postado em #seratuante

Se você é um estudante que não sabe ler um texto sem fazer grifos nas partes que mais chamaram sua atenção, cuidado. Você está estudando de forma menos eficaz. De acordo com pesquisadores norte-americanos, o hábito de grifar textos e fazer resumos tem pouca eficácia na hora dos estudos. Segundo a análise, técnicas que envolvem testes práticos e organização do conteúdo são mais eficientes.

Descubra as melhores técnicas de aprendizagem


E para não ficar de fora dessas técnicas, confira as mais recomendadas pelos pesquisadores. A nossa lista está por ordem de eficiência:

 

Testes práticos: responda a questões sobre o assunto através de simulados ou provas anteriores;

Prática distribuída de estudos: faça um cronograma de estudos distribuídos ao longo do tempo;

Elaboração de perguntas: crie perguntas que expliquem os motivos do assunto que você está estudando;

Explicar o conteúdo para si mesmo: pense em voz alta e explique à sua própria maneira acrescentando novas informações aos conteúdos que já foram estudados;

Estudo intercalado de diferentes conteúdos: o Enem trabalha com interdisciplinaridade, então uma excelente forma de estudar é mistur diferentes matérias em uma mesma sessão de estudos;

Resumo: reescreva um texto colocando apenas o essencial e o que é mais importante saber sobre o conteúdo;

Grifar textos: marque as porções importantes do texto enquanto está lendo;

Associação mnemónica: use palavras-chave para recordar o vocabulário em língua estrangeira ou o uso de imagens mentais associadas a um conteúdo verbal especifico;

Associação de imagens com textos: forme imagens mentais ou faça desenhos (gráficos, organogramas) enquanto estuda ou escuta o professor na sala de aula;

Releitura: repita a leitura do texto para relembrar os detalhes.

 

 

*Com informações do Guia do Estudante

0 comentários

21.06.2017
• postado em #seratuante

Calma, não são mais exercícios de revisão. Passar tanto tempo sentado estudando pode prejudicar a sua saúde e seu corpo vai começar a reclamar. Por isso, é importante que pausas programadas façam parte da sua rotina e que nelas você realize alguns exercícios de alongamentos que ajudarão você a ficar fisicamente preparado para a maratona de provas.


Cansou de estudar? Faça exercícios!

 

1 - Cruze a perna direita mantendo o pé em cima do joelho esquerdo. Estique os dois braços e abaixe como se estivesse tentando tocar o chão com a ponta dos dedos. Fique nesta posição de 10 a 15 segundos e repita o movimento com a outra perna;

 

2 - Gire o pescoço lentamente de um lado para o outro, fazendo o desenho de uma meia-lua com a cabeça. Repita o movimento no sentido inverso. Faça o exercício com a cabeça inclinada para frente e para trás;


3 - Estenda o braço direito para frente, flexione o punho e segure os quatros dedos da mão (exceto o polegar) com a mão esquerda, puxando-a levemente para trás por 10 a 15 segundos. Repita o movimento com o outro braço;


4 - Gire os braços para trás devagar e repita até sentir a região mais relaxada. Depois recomece o exercício girando os ombros para frente;

 

5 - Afaste os pés, entrelace as mãos com os braços esticados para frente e flexione levemente os joelhos. Certifique-se que o quadril está para frente, isso manterá sua postura na posição correta;

 

6 - Estenda o braço direito em direção à sua esquerda. Utilize a mão esquerda para apoiar o cotovelo e vire a cabeça para a direita. Repita o processo com o braço esquerdo e vire a cabeça para a direita;

 

7 - Mantenha as pernas levemente afastadas, abaixe-se e tente tocar o chão com a ponta dos dedos. Depois de 15 segundos, suba levemente e levante a cabeça por último, como se estivesse "desenrolando" o corpo, para evitar tonturas;

 

8 - Dobre a perna para trás e segure-a deixando a coxa esticada. Se precisar, use a mesa, cadeira ou parede para se apoiar. Espere 15 segundos e repita o exercício com a outra perna;

 

9 - Coloque as mãos sobre uma cadeira e levante o corpo até ficar na ponta dos pés, desça lentamente até encostar todo o solado do pé no chão. Repita de 10 a 15 vezes este exercício.

 

Pronto. Alongados e com a circulação do corpo renovada, você está pronto para mais uma hora de estudos. Estes exercícios também podem ajudar você no dia do Enem. Quando for ao banheiro ou beber água, aproveite para fazer esses movimentos. Com certeza eles vão ajudar a dar um gás para mais horas de exame.

0 comentários

01.06.2017
• postado em #seratuante
Uma das formas mais eficientes para se preparar para o Exame Nacional do Ensino Médio é estudar por provas das edições anteriores. Tanto que especialistas da plataforma QG no Enem analisaram todas as questões do exame desde 2009 e elaboraram o ranking dos assuntos mais recorrentes dentro das disciplinas da prova. Os principais assuntos cobrados são:
Biologia: Problemas ambientais em um contexto ecológico, poluição da água e imunização, fisiologia, bioquímica, genética;
Filosofia/Sociologia: Etnocentrismo, relativismo, ética e moral, Aristóteles, Platão, Sócrates, Karl Marx, Maquiavel, desigualdade social;
Física: Usinas e instalações residenciais, fenômenos ondulatórios, calorimetria, hidrostática, leis de Newton e energia;
Geografia: Espaço rural, impactos ambientais e globalização, urbanização;
História: Brasil-Colônia, Império, Primeira República, Era Vargas, Governo JK, Ditadura Militar;
Matemática: Operações com frações, porcentagem, análise de gráficos e tabelas, estatística, geometria plana, funções, produtos notáveis e geometria espacial;
Português: Estratégias argumentativas e discursivas, escolas literárias, variedade linguística, análises de gêneros textuais;
Química: Química Geral, físico-química, química orgânica, meio ambiente, energia, água, Atomística;
Língua estrangeira: Compreensão e interpretação de textos.
Neste ano, o exame acontecerá em dois domingos consecutivos: 5 e 12 de novembro e iniciará às 13h no horário oficial de Brasília. No primeiro dia, os estudantes farão as provas de linguagem, ciências humanas e redação e terão cinco horas e meia para responder a todas as questões. Já no segundo dia, a prova será de matemática e ciências da natureza, com quatro horas e meia de duração.
37.270-CO-Blog-Temas-mais-cobrados-no-Enem_blog.png

0 comentários