17.07.2017
• postado em #seratuante

Se você é um estudante que não sabe ler um texto sem fazer grifos nas partes que mais chamaram sua atenção, cuidado. Você está estudando de forma menos eficaz. De acordo com pesquisadores norte-americanos, o hábito de grifar textos e fazer resumos tem pouca eficácia na hora dos estudos. Segundo a análise, técnicas que envolvem testes práticos e organização do conteúdo são mais eficientes.

Descubra as melhores técnicas de aprendizagem


E para não ficar de fora dessas técnicas, confira as mais recomendadas pelos pesquisadores. A nossa lista está por ordem de eficiência:

 

Testes práticos: responda a questões sobre o assunto através de simulados ou provas anteriores;

Prática distribuída de estudos: faça um cronograma de estudos distribuídos ao longo do tempo;

Elaboração de perguntas: crie perguntas que expliquem os motivos do assunto que você está estudando;

Explicar o conteúdo para si mesmo: pense em voz alta e explique à sua própria maneira acrescentando novas informações aos conteúdos que já foram estudados;

Estudo intercalado de diferentes conteúdos: o Enem trabalha com interdisciplinaridade, então uma excelente forma de estudar é mistur diferentes matérias em uma mesma sessão de estudos;

Resumo: reescreva um texto colocando apenas o essencial e o que é mais importante saber sobre o conteúdo;

Grifar textos: marque as porções importantes do texto enquanto está lendo;

Associação mnemónica: use palavras-chave para recordar o vocabulário em língua estrangeira ou o uso de imagens mentais associadas a um conteúdo verbal especifico;

Associação de imagens com textos: forme imagens mentais ou faça desenhos (gráficos, organogramas) enquanto estuda ou escuta o professor na sala de aula;

Releitura: repita a leitura do texto para relembrar os detalhes.

 

 

*Com informações do Guia do Estudante

0 comentários