O contemporâneo realizou durante essa semana o Circuito Literário Contemporâneo (CLIC), que homenageia nesta edição o centenário de Vinícius de Morais. Com uma programação diversificada, a rotina de aulas dos alunos do Complexo Educacional Contemporâneo muda e recebeu intervenções literárias até esta quinta-feira (12). Alguns eventos também são abertos à comunidade como uma forma de estimular a leitura e a cultura na cidade.

No CLIC, os alunos começam o dia com a troca de versos, conversas sobre literatura, indicações de livros e bate-papo com autores, com a ação chamada “Manhã Literária”. Na oportunidade, alunos e professores levam à escola suas obras preferidas para apresentá-las a turma no “Compartilhando o Meu Livro”, momento considerado um dos pontos altos do CLIC no ano passado e por isso repetido nesta edição.

Em seguida, foi aberta a “Feira Literária” com stands de livrarias, editoras e empresas expondo seus produtos durante o intervalo e término das aulas, para quem quiser adquirir e tomar conhecimento sobre novos títulos e projetos do mercado literário e cultural. Dentro dessa programação, a escola também preparou exibição de adaptações da literatura brasileira em linguagem cinematográfica, além do desenvolvimento de atividades culturais e oficinas artístico-literárias.

À noite, a partir das 19h, a escola abre as portas para a comunidade, oferecendo palestras e debates com escritores e jornalistas, que abordarão as diferentes faces do poeta Vinícius, homenageado desta edição do CLIC. Nesta terça-feira (10) os convidados foram o ator, professor e autor do Sistema Anglo de Ensino Maurício Soares e o jovem poeta Leonam Cunha. Eles falaram sobre o lado poeta de “Vininha”, o que segundo Maurício Soares, é pouco explorado em relação ao lado músico do homenageado. “Foi um momento muito interessante em que ficou marcado para mim a atemporalidade da poesia, por falar de um poeta centenário ao lado de um jovem poeta de 18 anos, como o Leonam Cunha”, explicou o professor do Sistema Anglo de Ensino.

O Convidado também esteve nesta quarta-feira (11) na escola para falar com os alunos do 1ª e 2ª série sobre a poesia de Vinícius de Morais. De acordo com Maurício Soares, a temática foi explorada por meio de diversas ferramentas, como textos e a apresentação do documentário do poeta e músico brasileiro. “Foi um momento para compartilhar conhecimento. A escola já estava trabalhando a temática o que foi importante para ampliar as discussões sobre o tema. As crianças também passaram o que tinham estudado e aprendido sobre Vinícius de Morais”, detalhou.

O especialista ressaltou ainda que o Circuito Literário é uma importante tarefa para o aprendizado da comunidade. “O crescimento do ser humano deve ser feito também através de discussões e debates. Escolas conteudistas acabam esquecendo esses valores e não evoluem na educação de seus alunos. Essa oportunidade do Contemporâneo é muito especial para formar pessoas com maior conhecimento e capacidade de absorver ideias”, disse Maurício Soares. Na quarta-feira a noite foi a vez do autor de “Conversa de Médico”, Damião Nobre e do  autor de “Casa das Lâmpadas”, o potiguar David Leite debaterem sobre a vida de Vinícius de Morais.  Na quinta-feira (12), o jornalista Vicente Serejo, escritor do livro de crônicas “Cena Urbana” e a jornalista e psicanalista Taciana Chiquetti encerram o evento.

“Sabemos da importância da leitura para o aprendizado humano. Também é papel da escola criar oportunidades diferenciadas para estimular os alunos a adquirirem esse hábito, por isso o CLIC foi criado e já mostra o seu sucesso em mais uma edição”, explica a diretora da escola, Irany Xavier. Todos os fatos e as ações desenvolvidas durante a semana dedicada à literatura serão reproduzidos pelos alunos no jornal produzido pelo Complexo Educacional Contemporâneo. A publicação também terá uma matéria especial sobre Vinícius de Morais.