Para se tornar fluente em inglês, você precisa praticá-lo regularmente e de forma consistente, por um longo período de tempo.

A imersão é um método de aprendizagem de línguas usado por pessoas de diversas idades em todo o mundo. Então, se você está tentando aprender inglês, um dos métodos mais eficazes é cercar-se do idioma. 

A imersão é uma das maneiras mais eficazes de se tornar fluente em inglês, porque quando se está imerso em um idioma, você é forçado a usá-lo e praticá-lo de forma consistente. A chave para a aprendizagem por imersão, em vez de se debruçar sobre livros e memorizar palavras do vocabulário, é estar em um ambiente onde você é exposto ao novo idioma em cenários do dia a dia. Funciona porque é assim que você aprende seu próprio idioma.  

E, se tratando de crianças, elas normalmente aprendem a linguagem de forma natural e inconsciente. Elas são automotivadas para aprender a linguagem sem aprendizagem consciente, ao contrário de adolescentes e adultos. Eles têm a capacidade de imitar a pronúncia e definir as regras por si próprios. Qualquer ideia de que aprender a falar em inglês é difícil não ocorre a eles, a menos que seja sugerido por adultos, que provavelmente aprenderam inglês academicamente em uma idade posterior por meio de livros baseados em gramática. O ideal é que essa exposição comece cedo. Quanto mais cedo, MELHOR!

Aqui no Colégio Contemporâneo, nosso programa bilíngue vai muito além do que ensinar a falar inglês. As aulas são diárias e eles utilizam um material didático reconhecido internacionalmente. Nossos alunos iniciam o contato com o segundo idioma no nível 2 da educação infantil, seguindo atualmente até o 7º ano do ensino fundamental. Em cada faixa etária, eles passam por diferentes estágios de desenvolvimento na Língua Inglesa. São eles:

  1. Período do Silêncio: Durante esse período, não forçamos os alunos a participarem do diálogo falado, fazendo-os repetir palavras. Os diálogos falados são normalmente unilaterais com a  teacher fornecendo oportunidades úteis para a criança aprender a linguagem. 
  2. Início de Produção Oral: Neste estágio, os alunos começam a dizer palavras isoladas  (‘cat’, ‘house’) ou frases curtas prontas como (‘What’s that?’, ‘It’s my book’, ‘I can’t’, ‘That’s a car’, ‘Time to go home’) em diálogos ou como falas inesperadas. Este estágio continua por algum tempo enquanto o aluno aprende mais a linguagem usando-a como um atalho para o diálogo antes de estarem prontos para criar suas próprias frases.
  3. Desenvolvendo a Língua Inglesa: Neste estágio, começa a comunicação mais efetiva, com produção e interpretação de pequenos textos. Gradualmente, os alunos vão construindo frases que consistem em uma única palavra memorizada à qual adicionam palavras de seu vocabulário (“um cachorro”, “um cachorro marrom”, “um cachorro marrom e preto”). Neste estágio, eles gradualmente começam a criar frases inteiras.

Já que iniciamos falando sobre imersão, aqui vão algumas dicas de como criar um ambiente deste tipo até mesmo em casa: 

  1. Comece com seus dispositivos. Para criar um ambiente de imersão em inglês em casa, você precisa começar com sua presença online. Mude os idiomas do seu telefone, navegador e contas de mídia social para o inglês. 
  2. Desligue as legendas da língua nativa em programas de inglês. A melhor maneira de realmente aprender inglês, é desligar as legendas em sua língua nativa. Em vez disso, use legendas em inglês. Ou melhor ainda — não use legendas! Dê ao seu cérebro um exercício. Será desafiador, mas persista!
  3. Faça anotações em inglês. Use suas habilidades de escrita. Faça algumas anotações e coloque-as em sua casa! Isso serve para nomes de cômodos da casa e objetos à sua volta.
  4. Reproduza áudios em inglês. Deixe este áudio tocando enquanto você se ocupa com outras coisas. Você aprenderá inglês sem nem pensar nisso enquanto faz sua vida diária.
  5. Pense em inglês. O passo final depende de você. Comece a pensar em inglês. Isso nem sempre é fácil, e vai ser preciso algum esforço extra de sua parte. Em vez de traduzir tudo em sua mente, tente usar o inglês. E uma vez que você estiver pensando em inglês, você terá dado um grande passo para falar como um nativo.

You can do it! Cheers!

Por Marcelle Mendonça, coordenadora do bilíngue.